F.A.Q.s

Escolha um tipo de seguro

Seguros para arte – Dúvidas sobre exposições

A organização está planejando uma exposição que viajará para diversos locais. De que forma posso obter um orçamento de seguro?

Entre em contato conosco e informe: nome da exposição; lista detalhada de todos os itens, incluindo o artista, o título do trabalho, a data de trabalho, medida, valor individual dos objetos; locais a serem expostos, informações sobre segurança de cada local; data de início e término da exposição de cada local, incluindo a instalação e desmontagem e por último, o período de empréstimo da obra. Para facilitar, você pode também preencher o formulário disponível, clicando aqui.

O que é um certificado de seguro?

Um certificado de seguro é usado para confirmar a cobertura de seguro de uma obra que foi emprestada para determinada exposição. Muitas vezes, o proprietário da obra irá exigir um certificado para mostrar que a obra de arte está coberta por uma apólice de seguro.

Qual é a diferença entre uma apólice feita pela Affinitè e a dos concorrentes?

É provável que existam muitas diferenças. Se quiser, envie-nos uma cópia da sua apólice atual que teremos prazer em compará-la com o que podemos oferecer. No caso improvável de que não podemos fazer melhor, vamos informar prontamente, economizando assim o seu tempo em solicitar um orçamento.

Neste serviço está inclusa a avaliação?

Não, a avaliação deve ser feita por especialista de acordo com as características dos objetos. Nós, da Affinitè podemos recomendar a pessoa mais indicada conforme o tipo de objeto.

O que é Isenção de Regresso e qual a sua finalidade? Por que os transportadores e as companhias aéreas sempre exigem a isenção de regresso?

É a concessão extraordinária do Segurador, ao Segurado, prevista na apólice para “anular a cláusula de regresso” contra o culpado/causador do dano/perda/ avaria expressamente.

Estou organizando uma exposição e vou precisar de transporte. Posso contratar este serviço com qualquer transportadora?

Para que o organizador se beneficie de nossas apólices desenhadas para oferecer a maior proteção possível, é necessário que o transportador seja especializado no segmento de manuseio, transporte e embalagem de obras de artes e afins; caso contrário, não poderemos fazer o seguro em referência.

Vou organizar uma exposição e uma das peças virá junto com o curador ou com o currier da instituição ou ainda, com o colecionador proprietário da obra. É possível segurar?

Sim, é possível, mediante aviso prévio podemos incluir uma cláusula de acompanhamento de bagagem.

Que tipos de objetos posso assegurar na apólice de seguro para objetos de arte em exposição?

Quase todas as espécies de objeto podem constar na apólice de seguro, desde que eles sejam destinados para uma exposição ou mostra, como: pinturas, gravuras, desenhos, livros raros, manuscritos, tapetes, tapeçarias, esculturas, raridades, objetos de valor histórico ou mérito artístico, trabalhos de artes, arte popular, objetos de design, móveis, antiguidades, instrumentos musicais, fotografias, copos finos e cristais, pratarias, joias, peles, veículos antigos ou exóticos, objetos de memórias e objetos únicos.

Estamos emprestando uma obra e o colecionador insiste em contratar o próprio seguro. Será que devemos exigir que nos deem um certificado comprovando que possuem seguro? E quanto à sub-rogação, devemos exigí-la?

Ao lidar com itens valiosos, tais como obras de arte, nunca confie apenas na palavra. Um certificado de seguro fornece prova de seguro e é fácil de obter. Você deve também pedir uma carta de Isenção de Regresso a seu favor; insista para que esta informação seja incluída no certificado.

Se contrato um seguro All Risk “prego-a-prego” para uma exposição, no qual já possui a cláusula adicional de transporte, preciso contratar um seguro para a transportadora?

Contratando o seguro com a Affinitè, a cláusula de Isenção de Regresso é incluída na oferta. Neste caso, em um eventual sinistro a Seguradora cobrirá os prejuízos causados e abdicará do direito de recorrer ao ressarcimento das despesas indenizadas junto ao causador do dano ( transportador ).

Contudo, de acordo com o Conselho Nacional de Seguros Privados ( CNSP ) e a Superintendência de Seguros Privados ( SUSEP ), é proibida a isenção de regresso para o Seguro Obrigatório do Transportador rodoviário de carga RCTR-C. Desta forma, a transportadora é obrigada a possuir uma apólice de RCTR-C, onde a mesma por sua vez já inclui os custos para o organizador da exposição.

Ressaltamos que a cobertura obrigatória de RCTR-C é bem restrita, realizando a cobertura apenas para Incêndio ou Acidente causado por veículo transportador de carga. Assim, o organizador da exposição é obrigado a contratar uma apólice de seguro all risks prego-a-prego com o adicional de transporte.

Supondo de que tenha contratado o seguro para a exposição por intermédio da Affinite, veja exemplos práticos para melhor entendimento:

Caso 1 – Durante o transporte ( custódia e guarda do transportador ) o objeto segurado foi roubado

A seguradora indenizará o proprietário da obra. Devido ter concedido a Isenção de Regresso a favor da Transportadora, a Cia irá arcar com o sinistro sem cobrar seu ressarcimento ao transportador.

Caso 2 – Durante o transporte das obras o veículo sofre um sinistro e causa danos a diversas obras

A seguradora indenizará o proprietário da obra e cobrará o ressarcimento das despesas ao transportador, pois de acordo com a legislação, é obrigatório o mesmo possuir o seguro de RCTR-C.

Caso 3 – Em meio ao processo de manuseio o objeto segurado sofre um dano

A seguradora indenizará o proprietário da obra e não poderá sub-rogar o transportador, conforme cláusula de Isenção de Regresso.

Importante!
RCTR-C ( Incêndio/Capotagem ) – a seguradora indeniza o proprietário da obra e cobra o ressarcimento ao transportador pelos prejuízos causados em decorrência do sinistro.

RCTR-C ( Manuseio ) – a seguradora indeniza o proprietário e não cobrará ressarcimento ao transportador pelos prejuízos causados em decorrência do sinistro devido a cláusula de Sub-rogação de Direitos e/ou Isenção de Regresso.

Seguros para arte – Dúvidas sobre coleções

A quem se destina este seguro?

Pessoas físicas e jurídicas que possuem coleções de objetos de valores.

Quais são os riscos cobertos?

Este seguro é do tipo all risks, ou seja, segura contra perda ou dano material, por qualquer causa, exceção aos Riscos Excluídos.

Quais são os principais riscos excluídos?

• Seguem abaixo os principais, porém, recomendamos a leitura da apólice.
Perda ou dano quando os objetos estiverem em processo de reparo, restauração ou retoque;

• Desgaste, deterioração gradual ou qualquer perda ou dano a bens segurados provocados por traça, insetos nocivos ou vício intrínseco (defeito próprio);

• Qualquer perda ou dano a móveis antigos, mobília antiga e similares bens segurados que possam ter sido lascados, amassados, arranhados e amolgados, salvo quando tal perda ou dano ocorrer enquanto o item segurado estiver em trânsito fora da residência do segurado;

• Vício intrínseco declarado ou não pelo Segurado, defeito latente, erro de projeto, má qualidade ou mau acondicionamento dos bens/interesses garantidos;

• Atos terroristas, cabendo à seguradora, neste caso, comprovar com documentação hábil, acompanhada de laudo circunstanciado que caracterize a natureza do atentado, independentemente de seu propósito, e desde que tenha sido devidamente reconhecido como atentatório à ordem pública pela autoridade pública competente;

• Riscos provenientes de contrabando, transporte ou comércio ilegal;

• Desgaste natural pelo uso, deterioração gradativa, fadiga, corrosão, incrustação, cavitação, ferrugem, mofo;

• Atos ilícitos dolosos praticados pelo segurado.

Qual é o Critério de Indenização?

• São dois critérios: o valor de mercado e o valor acordado, que devem ser definidos na apólice.

• Quando estipulado o valor de mercado, a seguradora irá pagar o valor de mercado do objeto, limitado ao Valor Máximo definido pelo objeto na contratação.

• Quando estipulado valor acordado, a seguradora irá indenizar o valor definido na apólice do objeto sinistrado.

Existe Franquia nesta apólice?

Geralmente não, porém é negociada caso a caso.

Quais as precauções devo tomar quando empresto obras de arte a uma ou consigná-la a uma galeria?

Seu corretor é um recurso valioso. Eles devem estar disponíveis para revisar qualquer contrato de empréstimo ou consignação para confirmar que a apólice de seguro oferecida pelo museu ou galeria organizador da exposição ofereça cobertura suficiente e abrangente em caso de dano ou perda durante o empréstimo. O Corretor de seguro deve também exigir que o proprietário da Obra seja listado como único beneficiário na apólice da instituição responsável pelo empréstimo.

O maior risco de dano é provavelmente durante o manuseio e ou transporte, por isso é importante que a galeria , museu o centro cultural use transportadoras reconhecidas e especializadas. Confirme que seu Objeto esta coberto durante o trânsito, e certifique-se de que um relatório de condição da obra seja feito antes e depois do transporte para eventualmente identificar qualquer dano. Se o trabalho tiver um valor muito alto, você pode considerar solicitar um serviço de Courrier para viajar com o trabalho.

Alternativamente, você pode optar por cobrir seu bem sob sua própria apólice de seguro, mas certifique-se de listar o museu ou a galeria como um local segurado em sua apólice

Quais objetos que podem ser segurados?

Pinturas, gravuras, desenhos, livros raros, manuscritos, tapetes, tapeçarias, esculturas, raridades, antiguidades; objetos de valores históricos ou mérito artístico, trabalhos de artes, arte popular, objetos de design; móveis; coleções de selos, instrumentos musicais, fotografias, copos finos e cristais, pratarias, peles, veículos antigos ou exóticos, objetos de memórias e objetos únicos.

A minha apólice cobre roubo e/ou furto qualificado?

Sim.

Onde os objetos estão segurados?

O segurado poderá escolher o âmbito da cobertura contratada, podendo ser apenas no local indicado na apólice, ou pode ser em todo o território nacional ou internacional, incluindo os trânsitos.

Como contratar o Seguro?

Basta preencher o formulário anexo e enviar a relação de peças com descrição e valor individual.

E se eu não tiver a relação das peças, como proceder?

A Affinitè possui parceria com museólogos que poderão fazer a catalogação de seus objetos.

No que consiste esta catalogação?

Consiste em uma catalogação básica com fotos para fins de seguro, com as seguintes descrições: técnica da obra, ano da obra, tipo de moldura, dimensão da obra e da moldura, autor, estado atual da obra. O catálogo terá dois formatos, um formato em dossiê e outro digital inserido em um software de catalogação (Katalog).

Este software de catalogação já está incluso no preço?

Se o segurado efetivar o seguro, ele terá o direito de uso do software, que possibilita um melhor gerenciamento da sua coleção. Se o segurado não efetivar o seguro, poderá adquirir este programa diretamente com o desenvolvedor do software.

Quem paga este serviço e quanto custa?

O serviço de catalogação é de responsabilidade do Segurado e o custo depende da quantidade de peças e do local onde estão guardadas. A título de exemplo, para uma coleção com 30 peças localizada em São Paulo, o custo será em torno de R$ 350,00.

Neste serviço está inclusa a avaliação?

Não, a avaliação deve ser feita por especialista de acordo com as características dos objetos. Nós, da Affinitè podemos recomendar a pessoa mais indicada conforme o tipo de objeto.

Como comprovar os valores dos objetos?

A Seguradora aceita recibos de compras, nota fiscal, recibos de leilões ou laudo de avaliação feito por perito ou especialista no segmento.

O que é mais indicado neste caso acima?

• Se o segurado já possui uma avaliação atual ou se dispõe a fazer uma avaliação das peças antes da contratação do seguro, é mais indicado que seja contratada a cláusula de valor acordado.

• Por outro lado, se o segurado não possui avaliação, porém conhece o valor das obras, pois acompanha sistematicamente o mercado e não está disposto a fazer avaliação, neste caso, ele pode optar pela cláusula de valor de mercado, lembrando que a indenização será sempre limitada ao valor informado na contratação.

Na minha apólice residencial posso contratar o seguro de obra de arte?

Grande maioria das apólices residenciais excluem da cobertura obras de arte, antiguidades e joias. Quando existe a possibilidade, é feito o seguro com restrições de coberturas e taxas elevadíssimas. É muito comum também que nestas apólices a seguradora defina uma franquia por objeto.

Seguros para entretenimento

Os bens e propriedade com equipamentos, prédios e conteúdos está cobertos pelo seguro de responsabilidade geral?

A apólice de responsabilidade civil geral exclui os bens que você possui esta alugada, em empréstimo ou qualquer outro bens e propriedade que está cuidado e custódia à sua disposição.

Essa exclusão existe porque, se você possui uma propriedade ou um bem que se encaixa nesta descrição, existem apólice de bens e propriedade separadas disponíveis para garantir tais riscos

O que é uma sub-rogação ?

Em geral danos ou perdas normalmente ocorrem por negligência de alguém. Em nossa legislação, a parte negligente deve ser responsável por tal dano.

É bem provável que sua companhia de seguros pode optar por processar um terceiro para recuperar o montante de uma reclamação que foi paga se a perda for causada por esse terceiro. Isso é chamado de sub-rogação.

É bem provável que sua companhia de seguros pode optar por processar um terceiro para recuperar o montante de uma reclamação que foi paga se a perda for causada por esse terceiro. Isso é chamado de sub-rogação.
Exemplo Prático

Um subcontratado responsável pela içamento do material do show causa um dano ao prédio alugado para realizar o evento. Neste exemplo, o organizador/promotor do evento tem um seguro de Responsabilidade Civil Bens de Terceiros que cobre os danos as propriedades alugadas, arrendados ou sob custódia para a realização do evento. A seguradora investiga a causa do dano e determina que foi responsabilidade do subcontratado. A seguradora do organizador / promotor paga ao proprietário o valor do dano ao edifício. Sob o princípio da sub-rogação, a seguradora de promotor/organizador processa o subcontratado para recuperar o dinheiro que pagou ao proprietário pela perda.

Por que comprar um seguro acidentes pessoais ou despesas médicas se eu estiver já tiver comprando o seguro de responsabilidade civil?

Acreditam se um participante tem um seguro de acidente pessoal com despesas médicas para cuidar de suas contas médicas imediatas em caso de acidente, que eles são menos propensos a processá-lo por uma lesão.

Principalmente nos eventos esportivos é recomendado que o participantes tenham seguro para cobrir despesas médicas em consequência de acidente.

O seguro de despesas médicas em consequência de acidente, ao contrário do seguro de responsabilidade civil, indeniza sem considerar falha ou a culpa.

O seguro de responsabilidade civil, como todas as apólices de responsabilidade, será acionada se o segurado contratante do seguro for de alguma forma responsável pelo acidente.

Qual é a diferença de segurado adicional e renúncia de sub rogação?

A renúncia à sub-rogação não oferece proteção contra reclamações de terceiros.

Se um organizador ou proprietário de um venue é processado por lesões corporais causadas por seu contratado ou por alguém que esta alugando seu venue, uma renúncia à subrogação não ajudará o proprietário ou organizador a se defender no processo contra o terceiro. O proprietário ou organizador precisa ser incluído como segurado adicional para poder se beneficiar da apólice de seguro seguradora do contratado ou do inquilino.

Como segurado adicional na apólice, o segurado adicional tem o direito de acessar diretamente a apólice do segurado causador do dano. Basear-se na apólice de seguro da outra parte em vez da sua própria é geralmente preferida porque permite que o segurado adicional:

Reduza suas reclamações, aumente seus limites usando suas próprias apólice como como excesso, evitar franquia de sua apólice potencialmente evitar uma subrogação, e potencialmente obter cobertura que de outra forma não teria.

Por que comprar um seguro acidentes pessoais ou despesas médicas se eu estiver já tiver comprando o seguro de responsabilidade civil?

Acreditam se um participante tem um seguro de acidente pessoal com despesas médicas para cuidar de suas contas médicas imediatas em caso de acidente, que eles são menos propensos a processá-lo por uma lesão.

Principalmente nos eventos esportivos é recomendado que o participantes tenham seguro para cobrir despesas médicas em consequência de acidente.

O seguro de despesas médicas em consequência de acidente, ao contrário do seguro de responsabilidade civil, indeniza sem considerar falha ou a culpa.

O seguro de responsabilidade civil, como todas as apólices de responsabilidade, será acionada se o segurado contratante do seguro for de alguma forma responsável pelo acidente.

Que tipo de bens e propriedade cobre a responsabilidade geral?

Todos os bens ou propriedades de terceiros são cobertos pelo RC; imagine um visitante que tem sua roupas são danificadas quando ele e cai devido algo exposto indevidamente sobre seu evento. A Roupa ou o seu Celular que não é de propriedade, alugada ou emprestada por você, ou esta sob seu cuidado no momento do dano, a apólice responsabilidade civil pagaria pelos danos a esses itens.

O que é uma renúncia à sub-rogação?

Uma renúncia à sub-rogação impede a seguradora de processar um determinado causador do dano.

Alguns acordos contratuais, principalmente alguns contratos de aluguel de venues, teatros, arenas e instalações, exigem que o organizador do evento renuncie ao seu direito de sub-rogação (e, portanto, os direitos da sua companhia de seguros) contra eles em caso de reclamação.

Muitas, mas não todas, apólice de responsabilidade geral permitem renunciar a seus direitos de sub-rotação, desde que seja feito por escrito pela Seguradora e antes de uma perda.

Muitas, mas não todas, apólice de responsabilidade geral permitem renunciar a seus direitos de sub-rotação, desde que seja feito por escrito pela Seguradora e antes de uma perda.

O que é o seguro de responsabilidade civil dos produtos?

O seguro de responsabilidade produtos oferece proteção contra danos aos público causados por um produto defeituoso que você fabrica, vende ou distribui.

A maioria das apólices de responsabilidade geral não fornecem automaticamente responsabilidade de produtos. Você deve se certificar a contratação acessória.

Alguns exemplos de responsabilidade civil produto:

Um espectador compra uma camiseta de lembrança vendida pelo promotor em um concerto. A camisa estava incorretamente rotulada e o tecido contido pelo qual o espectador era alérgico.

O que é responsabilidade cível incêndio?

Todas as apólice de responsabilidade civil geral exclui os bens que você possui esta alugada, em empréstimo ou qualquer outro bens e propriedade que está sob seu cuidado e custódia.

Você deve sempre comprar cobertura para responsabilidade civil legal decorrente de danos por incêndio , você quase sempre é legalmente responsável por qualquer dano de fogo a um edifício que você aluga, ou empresta.

Exemplo: você aluga um teatro para realizar um concerto. Ao acender as velas no bolo de aniversário, você acidentalmente incendiou as cortinas causando queimaduras e danos de fumaça na parede e no teto. A responsabilidade legal por danos causados pelo fogo cobriria os custos para reparar o dano.

Seguros para audiovisual

Por que obter um seguro quando eu tenho um Completion Bond (Garantia de Conclusão)?

O Completion Bond (garantia de conclusão) é um contrato entre um Produtor e um Garantidor que garante aos investidores e financiadores que um projeto será concluído em tempo e dentro do orçamento. É um contrato puramente financeiro e NÃO é uma apólice de seguro.

O Garantidor geralmente insistirá em ter vigorando seguros adequados para cobrir acidentes e eventos imprevistos (p.e. danos à equipamentos ou itens de cenário, filmes com defeitos, danos aos negativos ou outras mídias digitais, doenças dos atores) que poderiam causar atrasos ou rombos no orçamento.

Entretanto, os Garantidores usualmente cobrirão quaisquer perdas que recaiam dentro das exclusões contidas nas apólices de seguro.

Se considerar necessário, o avalista desta Garantia de Conclusão tem o direito de assumir uma produção, e em casos extremos, trazer sua equipe para executar a produção e proteger os interesses dos investidores.

Como posso reduzir meus custos de seguros?

As Seguradoras querem saber se você está administrando seus riscos com responsabilidade e se tomou todas as providências necessárias para proteger equipamentos, itens de cenários, dinheiro etc.

Então, informe com detalhes quais as medidas de ‘gerenciamento de risco’ que você está tomando. Lembre que o custo de um seguro é proporcional ao risco assumido pela Seguradora, portanto se você tem uma boa gestão de riscos, a Seguradora pode lhe oferecer menores prêmio e melhores condições para o seguro.

Use uma seguradora ou Corretor de seguros que compreenda os negócios de produção de filmes. Isso assegurará a obtenção das mais apropriadas e corretas coberturas. Gerencie seus riscos com competência e mantenha sua seguradora ou Corretor sempre informado.

Por que ter cobertura de Despesas Extraordinárias?

Esta cobertura é normalmente necessária para lhe proteger contra despesas extras devido a interrupções, atrasos, adiamentos, cancelamentos ou abandonos das filmagens, por conta de danos ou destruição deu alguma propriedade, instalação, e bens utilizados como cenários ou seus itens, equipamentos, locação principal e/ou instalações que serão usadas durante a produção.

Por exemplo, se um cenário sofre um incêndio ou se o local alugado é inundado e não pode ser usado, os custos extras envolvidos para mudar para um local alternativo são recuperáveis pelo Seguro de Despesas Extras. Como outro exemplo, se um equipamento ou uma câmera sofre um dano ou quebra, a Seguradora irá indenizar as despesas extras incorridas pelo atraso na produção, mais as despesas de locação e transporte no novo equipamento.

Quebras mecânicas, elétricas ou hidráulicas também estão cobertas, exceto para embarcações onde somente está coberta a indisponibilidade da embarcação ocasionada por acidente.

Por que contratar um alto limite de indenização para seguro de Responsabilidade Civil?

O Seguro de Responsabilidade Civil é uma cobertura essencial para empresas de produção e Produtores independentes, por garantir a sua permanência no mercado caso o pior aconteça. É comum que algumas autoridades municipais, federais ou estaduais exijam que se tenha um Seguro de Responsabilidade antes de permitir filmagens ou cessões de fotos em locais de sua jurisdição.

O Seguro de Responsabilidade Civil cobre a responsabilidade legal (civil) da empresa de produção em casos de danos, destruição ou perdas de uso, produzidos às propriedades de terceiros. A empresa de produção também é protegida nos casos de morte ou lesão à pessoas que não sejam seus empregados; já a morte ou lesões de empregados são seguradas sob o Seguro de Responsabilidade Civil Empregador.

Fato importante a ser lembrado é que mesmo se você não for negligente ou responsável por um incidente que origine perda, dano, morte ou lesão, você ainda pode ser forçado a constituir advogados para defendê-lo, com despesas consideráveis; tais despesas estão também cobertas por esta garantia.

É importante observar que esta apólice não cobre a responsabilidade legal por perda, dano, morte ou lesões causadas pelo uso de veículos automotores, aeronaves, motocicletas, barcos, trailers. Esses riscos devem ser segurados por apólices separadas.

Em caso de veículos próprios ou de terceiros à serviço da produção, como vans e kombis, pode ser contratada a cobertura de Responsabilidade Civil de Veículos Terrestres Motorizados a Serviço da Produção. Esta cobertura é contigente para o Produtor, ou seja, para os casos de veículos de propriedade de terceiros, esta cobertura só se aplica para a proteção exclusiva dos interesses do Segurado e, em hipótese alguma, em benefício dos proprietários dos citados veículos, portanto reforçamos a recomendação do parágrafo acima.

Então, por que este limite de indenização tão alto é necessário?

Porque, como a maioria das apólices de Responsabilidade Civil é baseada na ocorrência da perda, e não da reclamação, podem decorrer vários anos entre o momento das perdas ou da lesão ou da morte e a decisão final da justiça. Limites de indenização que sejam adequados para decisões judiciais hoje podem não ser adequados para decisões judiciais daqui, por exemplo, a dez anos. As decisões judiciais para uma circunstância e lesão específicas podem ser normalmente R$ 500.000 hoje, mas daqui a dez anos, o mesmo tribunal poderia conceder R$ 3.000.000. Portanto, é importante garantir que o limite da indenização seja adequado à estas eventualidades.

Além dos riscos expostos no parágrafo acima a cobertura de responsabilidade civil cobre danos causados aos prédios, cenários naturais e sets de terceiros alugados ou sob a responsabilidade do Segurado e ocupados para realização da filmagem, estritamente em conseqüência de incêndio, danos elétricos, danos por água e quebra de vidros regularmente instalados nas dependências do imóvel, e ocorridos na vigência do contrato de seguro.

Qual cobertura de vida e acidentes pessoais está disponível para a equipe?

As cobeturas disponíveis são as exigidas pelo sindicato: Morte Natural, Morte Acidental, Invalidez Permanente por Acidente, e Despesas Médicas e Hospitalares por Acidente.

Para filmagens no exterior, a proteção da apólice de Acidentes Pessoais deve ser comunicado à Seguradora.

O seguro de viagem é necessário?

É recomendável principalmente quando em viajens ao exterior. Porém isso dependerá se a empresa de produção será responsável pela despesas médicas e/ou hospitalares para o diretor, Produtor ou outros membros da equipe.

Se a equipe estiver viajando para países onde o custo de serviços médicos hospitalares for elevado, como a América do Norte, um seguro saúde deve ser seriamente considerado.

O Seguro de Erros e Omissões Filmagem é necessário?

O Seguro de Erros e Omissões (E&O) para Audiovisuais é frequentemente exigido por financiadores, investidores e distribuidores. Ele protege a empresa de produção, contra reclamações por quebra de direitos autorais ou de patentes, invasão de privacidade, difamação escrita ou verbal, calúnia, plágio e outras quebras de contrato especificadas que se originem do uso de obras literárias, musicais ou outros materiais na produção.
É importante ter a cobertura E&O em vigor e aceito pelos investidores e distribuidores antes da primeira exibição.
A cobertura é geralmente mundial e inclui os gastos legais para a defesa.

O período de cobertura é normalmente anos a partir da primeira exibição, com limites de indenização usuais de U$1.000.000,00 para qualquer ação isolada e um limite agregado de U$ 3.000.000,00 durante o período do seguro.

A cobertura é feita na base de ‘reclamação ‘, o que significa que a apólice responderá somente sobre processos a ações que sejam ajuizados contra o Segurador durante o período da cobertura. Portanto, é vital que o Produtor notifique o segurador imediatamente sobre qualquer incidente que possa resultar em uma ação E&O. Se a notificação aos Seguradores for feita fora do período de validade do seguro, o Segurador pode rejeitar a ação.

Os Seguradores exigirão que todas as autorizações e liberações necessárias (especialmente liberação de titularidade) sejam obtidas. Se o Produtor não tiver agido com diligência em todos os procedimentos de liberações, o Segurador pode se recusar a pagar a reclamação.

Os procedimentos de liberação legal podem ser onerosos e incluir assuntos como obras literárias e musicais, liberações de titularidade, acordos de locações, permissões para usar certos personagens ou itens e muitos outros. Portanto, um advogado que esteja familiarizado com esse trabalho deve examinar os procedimentos de liberação e confirmar a revisão por escrito.

É de responsabilidade do Produtor assegurar que todas as liberações tenham sido obtidas e assinadas pelo assessor legal.

Há apólices de E&O especializadas personalizadas para o setor de filmes e de TV, então é aconselhável que se obtenha a cobertura com um Segurador ou Corretor especializado para garantir a cobertura apropriada.


As apólices E&O geralmente excluem:

  • Qualquer violação de patente.
  • Ações que resultem da empresa de produção falhar em executar suas obrigações sob qualquer contrato.
  • Ações por joint ventures, parceiros ou empregados relacionados com o fornecimento de material de direitos autorais.
  • Qualquer ato que você saiba que possa infringir os direitos de outros.
Como faço o seguro de meus equipamentos, itens de cenários, cenários e guarda-roupa?

As Seguradoras de produções de filmes têm apólices especiais projetadas para cobrir perdas e danos acidentais (incluindo furto) para câmeras, equipamentos de som e de iluminação, equipamentos de escritório e itens de cenários, assim como para cenários e guarda-roupas.

A seguradora deve ser informada sobre itens que deverão ser usados em acrobacias ou em outras situações perigosas, ou você poderá não ter cobertura para esses riscos. Igualmente, se estiver filmando em outros países, você deve pedir que os Seguradores estendam a cobertura enquanto estiver trabalhando fora do Brasil.

A cobertura para itens de cenários, cenários e guarda-roupas é restrita para antiguidades, joias, peles e obras de arte, portanto, avise a seguradora se houver quaisquer itens de valor para assegurar que seja obtida a cobertura adequada. As exclusões gerais para equipamentos, itens de cenários, cenários e guarda-roupas são:

  • Uso, desgaste, deterioração gradual.
  • Quebras mecânicas, elétricas ou hidráulicas.
  • Furtos de um veículo sem vigilância e destravado.
  • Desaparecimento misterioso.
  • Quebra de elementos de iluminação.

 

O que cobre a cobertura de suporte – Negativo ou Digital com defeitos?

Seguros de suporte cobrem as despesas extras (acima do orçamento) incorridos para refilmar ou reparar filmes que sofreram perdas físicas acidentais, danos ou destruição devido à uma causa externa.

Além dos filmes e fitas em negativo, essa cobertura geralmente inclui as mídias digitais, filmes virgens, fitas de vídeo virgens, file exposto (revelados ou sub-revelados), fitas de vídeo gravadas, matrizes, positivos, impressos de trabalho, software e material relacionado usado para gerar imagens em computadores.

Os Seguros para filmes com defeitos, câmeras e processamento são uma extensão normal ao Seguro de Risco de Negativos. Essa cobertura reembolsa ‘custos adicionais razoáveis’ que são incorridos para refilmar ou reparar filmes, danos ou destruição causados por embaçamento ou uso dos materiais defeituosos (incluindo câmeras), equipamentos de som com defeitos, revelação com defeitos, edição com defeitos ou processamento com defeitos.

As principais exclusões para estas duas coberturas são:

  • Erros de julgamento em exposição, iluminação ou gravação de sons.
  • Uso de filmes ou fitas de vídeos vencidos ou incorretos.
  • Apagamento acidental de dados de computadores.
  • Lucros cessantes.
  • OBS: Máquinas de Raios-X em aeroportos podem danificar filmes e fitas ! . entre em contato com a segurança em aeroportos, para que os filmes virgens ou revelados sejam inspecionados em separado, de maneira que não sejam passados por máquinas de Raios-X.
O que é coberto pelo Seguro de Não Comparecimento?

O Seguro de Não Comparecimento cobre as despesas extras ou perdas financeiras (acima do orçamento) incorridas para manter ou concluir uma produção depois de um acidente, doença ou morte de uma ‘pessoa definida e segurada’ que ocorra durante o período de fotografia/filmagem principal. Em um caso extremo, a empresa de produção pode ser indenizada pelos custos envolvidos em abandonar ou suspender uma produção, se aceito pela Seguradora. Usualmente, as ‘pessoas definidas’ seguradas são os principais membros do elenco, o diretor e o Produtor. Riscos de acidentes são cobertos automaticamente e a cobertura de doenças pode ser incluída depois do recebimento de uma ‘declaração médica’ satisfatória.

Os Seguradores exigirão que as ‘pessoas definidas’ passem por um exame médico com um médico indicado, sete dias antes da entrada em vigor da cobertura. Os custos dos exames médicos são de responsabilidade da Seguradora.

A soma segurada é baseada no orçamento total menos quaisquer itens orçamentários que não sejam parte de uma perda sob o Seguro de Indenização dos Produtores do Filme. Portanto, itens como prêmios de seguros, juros bancários, itens de cenários e guarda-roupas comprados, direitos sobre a história, o script e musicais, e impostos devem ser excluídos do orçamento total para chegar à soma segurada.

Exclusões comuns relacionadas com a ‘pessoa definida’ são:

  • Tomar parte de acrobacias perigosas sem o consentimento por escrito dos seguradores.
  • Tomar parte de vôos que não sejam como passageiro em uma aeronave ou helicóptero.
  • Incapacidade de concluir tarefas ou de desempenhar, como resultado de intoxicação, abuso de drogas ou de substâncias, gravidez ou menstruação.
  • Se uma ‘pessoa definida’ for exposta à situações perigosas, os Seguradores devem ser notificados. A cobertura somente será válida se confirmada pelos Seguradores por escrito.

 

Durante a pré produção se a ‘pessoa definida’ for incapaz de desempenhar suas tarefas de contrato devido a lesões acidentais, doença ou morte, os custos incorridos durante a pré produção podem ser reclamados.

Por que eu preciso de um Seguro de Responsabilidade Civil Empregador?

O seguro de Responsabilidade Civil acima, por outro lado, exclui especificamente a cobertura para empregados , prestadores de serviços, contratados e artistas. É por isso que você precisa de um seguro de Responsabilidade Civil Empregador para protegê-lo dos perigos potenciais aos quais estarão expostos seus empregados , prestadores de serviços, contratados e artistas.

Se um empregado, contratado ou prestador de serviço for lesionado e sofrer uma incapacidade permanente ou de morte, o seguro de Responsabilidade Civil Empregador proporciona a indenização.

A cobertura indeniza valor correspondente à sua responsabilidade no evento, independentemente do pagamento, pela Previdência Social, das prestações por acidente de trabalho previstas na Lei 8.213, de 24/07/91.

É importante ressaltar que é uma cobertura à segundo risco, ou seja, caso o Produtor tenha contratado a cobertura de acidentes pessoais, ela será a primeira a ser utilizada em caso de acidente que cause a invalidez total ou parcial ou a morte do empregado.

Frisamos que a indenização para despesas médicas e hospitalares e as indenizações de diárias por indisponibilidade não estão cobertas; esta garantia fornece cobertura às indenizações exclusivamente por Morte ou Invalidez Permanente que inabilite a pessoa para a atividade laborativa que exercia quando da época do acidente.

É também vital observar que quaisquer atividades perigosas assumidas pela produção devem ser informadas ao Segurador. Um exemplo é filmar em um local com trânsito; a Produtora deve ter a permissão da autoridade competente para filmar na área, e deve fazer isso dentro de diretrizes rígidas de saúde ocupacional e de segurança do trabalho.

Posso fazer seguro de valores?

Sim, pode. Este seguro é normalmente fornecido para produções que possuem dinheiro em risco em locações, e normalmente inclui o risco adicional de perda ou dano acidental. A cobertura inclui dinheiro pertencente à empresa de produção ou pelo qual ela é legalmente responsável.

A cobertura é fornecida para ‘Dinheiro’ em trânsito para e do banco e enquanto ele estiver em mãos do portador. ‘Dinheiro’ usado como um item de cenário não é coberto.

O termo ‘Dinheiro’ inclui: notas e moedas de valor corrente, cheques, títulos negociáveis, ordens de pagamento, selos postais sem uso e cartões telefônicos.

Como fazer seguros de veículos a motor, aeronaves e barcos?

Veículos motorizados, aeronaves, ou barcos podem ser cobertos quando são usados como itens de cenário táticos ou se são colocados em um cenário preparado ou em uma locação. Mas tenha em mente que esta cobertura não é normalmente dada se os veículos se movem ‘com suas próprias forças’. Se carros forem dirigidos no cenário, por exemplo, será necessário entrar em contato com seu Corretor ou segurador para obter cobertura.

Por causa do risco versus prêmio, coberturas deste tipo não são geralmente aceitas pelos Seguradores e podem ser relativamente caras, principalmente para embarações e aeronaves.

Neste caso uma opção é pedir que o proprietário faça o seguro do item e que inclua o nome da empresa de produção na apólice do seguro. Tenha certeza que a apólice cobre o item enquanto ele estiver sendo usado na produção de um filme. Peça ao proprietário uma cópia da apólice ou do certificado de atualidade do Segurador. Certifique-se que seus interesses estejam cobertos, particularmente em relação aos danos ao item em si, aos danos às propriedades de terceiros e para acidentes pessoais de terceiros.

É sempre recomendável que o próprio proprietário da embarção ou aeronave opere os com seus próprios funcionários tais veículos.

Seguro de Condições Climáticas ou Weather Day …vale a pena?

Essa forma de cobertura pode ser cara e o prêmio dependerá da época do ano, extensão e locação da filmagem a ser segurada.

A cobertura fornece indenização por custos irrecuperáveis, caso se uma filmagem seja for cancelada devido à condições de tempo adversas. A cobertura pode ser obtida para certas ‘condições fotográficas’.